quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Jantando dentro de um trem.

Senha para Carro Restaurante da Companhia Paulista de Estradas de Ferro - (Coleção Thomas Corrêa)


Lembro-me uma vez quando estava na ABPF-SP numa tarde de sábado durante a reforma do carro Restaurante Pullman Standard da Companhia Paulista, quando veio um rapaz (com seus pouco mais de 17 anos) e perguntou:
"- Por que está escrito "restaurante" no vagão"?

Respondi a ele por que era um "Vagão Restaurante". Ele não entendeu muito bem o negócio. Achou estranho um trem que tivesse mesas e cozinha, e servisse almoço e jantar.

Na verdade ele ficou mais na dúvida ainda: "Antigamente existia isso"?


Refletindo mais ainda sobre a coisa, indagou: "Pô, mas hoje em dia nem avião tem isso!"

Ele estava concluindo que, na prática, aquele velho vagão de 60 anos atrás oferecia algo que o que se tem hoje não oferece. E de fato, viajando de ônibus ou avião, não existe a opção "restaurante" com todo o conforto que antigos "Carros Restaurantes" dos trens ofereciam.

É um retrocesso? Podemos concluir que sim.

Não que hoje "os serviços de restaurante nos meios de transporte sejam ruins" e sim que simplesmente "não temos mais serviço de restaurante nos meios de transporte", provavelmente por que só os trens podiam nos oferecer esse tipo de luxo, e obviamente, não temos mais os trens.

Comida de ônibus e avião não passam de meros "lanchinhos requentados" perto de um bom almoço num carro Restaurante da Companhia Paulista (e numa época em que só entrava no carro quem estava de terno e gravata).


Eu cheguei a ver os carros restaurantes da Fepasa já no apagar das luzes. Claro que não era a mesma coisa de 50 anos atrás. Mas era de se notar um pequeno esforço e limpeza no trem, embora a qualidade da comida já havia se degradado há tempos.

A geração que veio após a minha nem sabe o que é "almoçar ou jantar num trem" (e provavelmente nunca saberá).


Mais impressionante do que descobrir que no passado você almoçava e jantava confortavelmente durante uma viagem de trem, era saber que nele podia-se também "viajar dormindo numa cama com cabine e banheiro". Temos aí então os "Dormitórios". Algo que também perdemos.

Um comentário:

Fernando disse...

Ola Thomas

Se vc viajar nos trens da EF Vitoria a Minas vai ter uma idea do que seja almoçar em um vagão restaurante. Ha algumas composições utilizando os mesmos.
Agora realmente dormir em um dormitorio, acho que nunca mais.

abraços
Fernando.